Show Buttons
Share On Facebook
Share On Twitter
Share On Google Plus
Share On Linkdin
Share On Pinterest
Contact us
Hide Buttons

Autorização e reconhecimento terão participação de conselhos

Autorização e reconhecimento terão participação de conselhos

por Letícia Tancredi

Os conselhos federais de representação profissional podem, a partir de agora, participar dos processos de autorização e reconhecimento de cursos de graduação. Foram assinados nesta sexta-feira, 28, termos de colaboração entre a Secretaria de Educação Superior (Sesu) do Ministério da Educação (MEC) e os presidentes dos conselhos federais de contabilidade, administração, biomedicina, educação física, química, farmácia, biologia e de engenharia, arquitetura e agronomia.

De acordo com a secretária de educação superior, Maria Paula Dallari, a medida tem o objetivo de co-responsabilizar a sociedade civil no processo de melhoria da qualidade da educação. "Estamos superando uma cultura marcada por separação entre Estado e sociedade no que diz respeito a políticas públicas. Agora, a postura é de envolvimento", enfatizou.

A partir do acordo, representantes dos conselhos serão capacitados para acessar o sistema e-MEC, onde poderão avaliar e opinar sobre a relevância, pertinência e inovação dos cursos, durante o processo de regulação. Segundo Maria Paula, os conselhos também podem contribuir com informações sobre como os egressos de cada instituição se saem no mercado de trabalho.

O diretor de regulação e supervisão da Sesu, Paulo Wollinger, ressaltou que a formação de bons quadros profissionais contribui para o desenvolvimento do país. "Já temos um caminho claro e toda a sociedade tem o desafio de participar, para aprimorar a qualidade da educação", disse. Hoje, no Brasil, há 26 mil cursos superiores, em que estudam cerca de 6 milhões de alunos.

Fonte: Site do MEC, sexta-feira, 28 de agosto de 2009 – 16:47

Comentarios

comentarios

Compartilhe esse post

Sobre o Autor

Comentários (1)

  1. :

    Esses Termos de Colaboração assinados pelo MEC com os Conselhos são uma mudança de paradigma muito importante para todas as categorias profissionais que participarem deste processo. Espero que o CONFERP – Conselho Federal de Relações Públicas muito brevemente assine também este Termo pois trará uma visão mais ampla e qualitativa dos nossos cursos de graduação. Futuramente, quem sabé, até os cursos sequenciais e de pós-graduação também poderiam entrar neste circuito, aumentando a responsabilização e também a colaboração dos Conselhos no mercado de educação em nível superior.

    Quanto maior a fiscalização, maior a possibilidade de vermos cursos de graduação mais ligados à realidade do mercado e profissionais mais qualificados e capazes de sobreviver em um mercado de trabalho instável e dinâmico como o atual. O link da matéria original no site do MEC está aqui. A partir dali, você pode navegar um pouco mais e entender como funcionam os atos autorizativos e verificar se determinada IES está credenciada pelo MEC. Só no Estado de São Paulo, existem 39 Instituições de Ensino Superior (IES) credenciadas pelo MEC a manterem curso de graduação em Relações Públicas.

Deixe uma resposta

O seu email não irá aparecer no comentário Os campos destacados são obrigatórios *